A proteína além do nosso churrasco

Postado por admin

Na minha casa os gastos com o hortifruti são muito maiores que o nosso gasto de supermercado e açougue somados. Somos todos fãs de frutas, verduras e legumes frescos. E, as idas ao hortifruti são frequentes e se tornaram um dos programas prediletos do Santiago, que troca qualquer coisa por uma fruta. A frequência, também, aumentou pelo fato de termos aumentado o consumo de verduras, legumes, queijos e ovos. Fomos diminuindo o consumo de carnes até que acabamos por excluir carnes de uma das refeições principais.

Leio bastante sobre os benefícios do consumo de frutas e vegetais, sobre dietas vegetarianas e veganas e, também, acredito que haja um exagero no consumo de carne que não é benéfico para a nossa saúde. Há estudos que comprovam que ficar sem comer carne pelo menos um dia da semana pode diminuir o risco de desenvolver alguns tipos de câncer, doenças cardíacas, diabetes e obesidade.

Há outros benefícios em termos de nutrição no aumento do consumo de proteína vegetal como, por exemplo, uma ingestão maior de fibras, potássio, nutrientes que fortalecem o sistema imunológico e uma diminuição no consumo de gordura saturada e colesterol. Vale a pena ou não diminuir os tamanho do bife e aumentar as cores da salada.

Algumas dicas para incorporar proteínas vegetais no seu dia a dia:

– Feijões e lentilhas são uma boa fonte de proteínas vegetais, além de serem uma excelente fonte de fibras, vitaminas e minerais. Pobres em gordura e sem colesterol;

– O tofu é um alimento feito de soja, num processo semelhante ao da produção de queijos. Possui oito aminoácidos essenciais, ferro, cálcio e, muitos outros nutrientes; Acredita-se que ofereça a mesma proteção contra o câncer e doenças do coração que a soja. Podemos utilizá-lo desde o café da manhã até em uma sobremesa;

– Embora não sejam de origem vegetal, ovos e queijos são uma boa fonte de proteínas. Consumidos até por alguns vegetarianos, são de preparo fácil e rápido. Só não podemos esquecer que ambos possuem gordura saturada e colesterol, então não podemos ultrapassar a quantidade diária recomendada.

– Queijo minas, ricota, cottage e iogurtes são boas opções. Sempre que utilizo essas fontes de proteína tento incluir algum vegetal ou alguma fruta. Como por exemplo: ovos mexidos com alho-poró e cogumelos, ricota com damasco, salada de folhas verdes com queijo minas e morangos regada com azeite e aceto balsâmico;

– Somente frutas e gordura não contém proteínas, portanto se você tem uma alimentação variada durante o dia provavelmente você estará ingerindo a quantidade necessária de proteínas. Variedade é fundamental. Uma xícara de brócolis cozido tem 4 gramas de proteínas. Número significativo levando em consideração que um homem adulto deva consumir 56 gramas e uma mulher adulta deva consumir 46;

– E por último mas tão importante quanto, não esqueça de incluir castanhas na sua dieta e na dos pequenos ( recomenda-se a partir de 1 ano) e também mais grãos e sementes.

Arroz com tomates, purê de ervilhas e pastelzinho assado de queijo minas, tomate e orégano
Arroz com tomates, purê de ervilhas e pastelzinho assado de queijo minas, tomate e orégano

Fonte

*O Pequeno Gourmet recomenda a consulta de um profissional especializado em caso de dúvida quanto a qualquer informação disponível no Portal

Imagine receber toda semana uma coletânea dos posts mais legais do Pequeno Gourmet.

ASSINE NOSSA NEWSLETTER