Como digerir melhor o pepino, a melancia e o pimentão?

Postado por Equipe Pequeno Gourmet

Alguns alimentos carregam a fama de serem mais indigestos. E muitos papais e mamães acabam evitando servir para o filhote. Quem perde com tudo isso? A criança que deixa de se alimentar com frutas e legumes poderosos no quesito nutrição. Para que isso não aconteça, o Pequeno Gourmet perguntou para a nossa nutricionista Fernanda Saccoletto, qual é a melhor maneira de dar aqueles papás que costumam ser lembrados por serem indigestos:

Melancia: ela não é indigesta como muita gente diz. Essa impressão vem dos movimentos intestinais que ela causa, por conta das suas fibras. Pode servir, então, a melancia sem medo para o filhote, claro, sempre em quantidades moderadas (uma fatia da fruta ou um copo de suco). Dá também para fazer um suco de melancia com frutas vermelhas, que fica muito saboroso!

Pepino: muita gente acaba riscando esse vegetal da salada, por considerá-lo indigesto. Aqui vai uma dica que pode ajudar muito: ao servir o pepino não retire a casca, por incrível que pareça é ela que vai ajudar na digestão. E aposte nele para hidratar o filhote! Cerca de 95% da composição do pepino é de água. Além de ficar uma delícia nas receitas salgadas, ele também pode ser um refrescante ingrediente para a limonada!

Pimentão: ao contrário do pepino, em que a casca ajuda na digestão, é a película que reveste o pimentão que pode causar o desconforto estomacal. Por isso, antes de usar o legume no preparo das receitas, o ideal é aquecê-lo no forno para que a pele possa ser retirada. Outra maneira de retirá-la é fervendo o pimentão por dez minutos e logo depois colocando-o em uma tigela com água gelada, para facilitar o processo. Assim, o ingrediente não vai causar mal nenhum e, sim, ajudar muito o filhote pela quantidade enorme de nutrientes que tem! Dá até para preparar uma papinha de pimentões assados!

Vale lembrar também que algumas dicas fazem muita diferença para a boa digestão do filhote como: mastigar bem, não exagerar nas quantidades, evitar beber muito líquido durante as refeições e procurar um médico para investigar se a criança têm problemas ligados ao aparelho digestivo, caso os sintomas da indigestão sejam frequentes.

 

*O Pequeno Gourmet recomenda a consulta de um profissional especializado em caso de dúvida quanto a qualquer informação disponível no Portal

Imagine receber toda semana uma coletânea dos posts mais legais do Pequeno Gourmet.

ASSINE NOSSA NEWSLETTER