Carrinho consciente = mais dinheiro no bolso!

Conversamos com o pai, professor e economista Marcos Silvestre e descobrimos que dá, sim, para economizar ou até gastar menos no supermercado mantendo uma alimentação e hábitos mais saudáveis dentro de casa.

Pequeno Gourmet: Vamos imaginar uma família com pai, mãe e dois filhos, que queiram dar uma alimentação saudável para todos. Como podemos pensar nos gastos conscientes? Por que vale a pena investir na alimentação?

Marcos Silvestre: Alimentos mais frescos podem até parecer os de maior preço, mas é um “caro que sai barato”. Primeiro, porque eles são mais saborosos e verdadeiramente nutritivos. Isso combate o apelo aos alimentos processados. Frutas de boa qualidade, por exemplo, são imbatíveis na luta contra os doces industrializados, cheios de açúcar refinado, conservantes e outros componentes químicos nocivos à saúde. Além disso, um organismo bem nutrido apresenta menos problemas.

Pequeno Gourmet: Como podemos ensinar as crianças a não desperdiçar alimentos?

Marcos Silvestre: Servir-se de pequenas porções, colocando no prato a complementação necessária. Esse é um hábito alimentar que pode evitar desperdícios e permite uma alimentação mais equilibrada. Lá em casa, por exemplo, temos uma regrinha para a hora das refeições: colocar uma porção (modesta) de tudo (mas tudo!) que houver na mesa, e somente depois que terminar, pode repetir, se for o caso (muitas vezes é desnecessário, um prato sortido basta!).

Pequeno Gourmet: O que podemos fazer para economizar mais na hora de comprar alimentos frescos?

Marcos Silvestre:  A suposta praticidade dos alimentos já “prontos para consumo”, como o abacaxi descascado e embalado em forminhas de isopor, além de levar à perda (oxidação) de boa parte das vitaminas, também sai muito mais caro. A estimativa é de que esse preço seja de duas a quatro vezes maior do que o do mesmo produto in natura. O melhor é, por exemplo, comprar as frutas com casca e ainda aproveitar para brincar com as crianças. Que tal tentar descascar uma maçã sem interrupção, fazendo um concurso de quem consegue atirar a casca mais longe? Ou imaginar uma cobra com uma tira de casca de abacaxi? Para os maiorzinhos, faça uma competição de quem descasca a fruta mais rápido! Vale usar um bom descascador (pequeno investimento que vale muito a pena), e prezar sempre pela segurança!

Pequeno Gourmet: Como cada família ensina os seus filhos a se relacionarem com os alimentos?

Marcos Silvestre: Cultivar a calma durante as refeições pode ajudar os pequenos a focar mais no momento e a apreciarem aromas, sabores e texturas, mesmo dos pratos mais simples. Lá em casa costumamos dizer que a gente “não come somente para encher o bucho”, mas para “nutrir o corpo e a alma”. Daí come-se menos (apenas o necessário), saboreia-se mais, e aprende-se a dar valor aos alimentos saudáveis.

Pequeno Gourmet: Quem gasta mais: uma família que compra muito mais alimentos saudáveis ou uma família que prefere os alimentos industrializados? Será que essa conta fecha quando pensamos na saúde?

Marcos Silvestre: A alimentação saudável nem sempre pesa mais no orçamento. Individualmente os itens podem custar mais caro, por conta da qualidade e do valor nutritivo dos produtos. Mas esse preço pode ser compensado pelos seguintes motivos:

 1. A química dos “pós brancos refinados” (sal, farinha de trigo, açúcar), presente na maioria dos produtos industrializados, traz uma menor sensação de saciedade. Isso faz com que a fome volte mais cedo e seja necessário comprar mais comida e, consequentemente, gastar mais.

2. Os produtos saudáveis fazem bem à saúde e reduzem o gasto com remédios e médicos.

3.  Por conter mais nutrientes, esse tipo de refeição também traz mais produtividade. O que faz os pais renderem mais no trabalho e as crianças mais na escola.

Veja mais:

Vale a pena pagar mais pelos alimentos orgânicos?

Levar as crianças ao supermercado pode ajudar a alimentação a ser mais saudável

Supermercado dá frutas para as crianças e incentiva alimentação a ser mais saudável

Sobre o entrevistado
Nome: Marcos Silvestre
Profissão: Economista com MBA em Finanças, Controladoria e Bancos pela Universidade de São Paulo (USP).
Contato:

www.oplanodavirada.com.br


Sobre:

Desde 1991 é pesquisador, educador, comunicador, autor, curador e conteudista nas áreas de economia popular, finanças pessoais, empreendedorismo e gestão de PME. Idealizou e implementou na Unicamp o PROFE® | Programa de Reeducação e Orientação Financeira e Empreendedora, é Fundador da SOBREDinheiro®, apresenta os programas Na Ponta do Lápis e Por Conta Própria na rádio BandNews FM e é diretor do EKNOWMIX Consultoria Integrada em Finanças & Economia.

iconComentários

Imagine receber toda semana uma coletânea dos posts mais legais do Pequeno Gourmet.

ASSINE NOSSA NEWSLETTER