Por que meu filho não quer comer?

A equipe do Pequeno Gourmet não pôde ir ao lançamento do livro da Dra. Patrícia Junqueira, fonoaudióloga do Instituto de Desenvolvimento Infantil, “Por que meu filho não quer comer? Uma visão além da boca e do estômago” (Idea Editora). Mas conseguimos entrevistá-la para contar para você, mamãe e papai, que sofrem com a incerteza sobre a melhor maneira de alimentar seus filhos, quais alternativas existem para fazer com que eles comam sem se limitarem a um número restrito de alimentos.

Pequeno Gourmet:  Por que algumas crianças costumam recusar determinados tipos de alimentos?

Patrícia Junqueira: Existem três principais causas para a recusa alimentar:

Gastrointestinais: quando o bebê ou a criança sentem dor ou desconforto durante ou depois de ser alimentado, o que pode fazer com que ele não perca a vontade de comer. Isso é bem comum nos casos de doença do refluxo gastroesofágico, alergias alimentares, esofagite (inflamação ou irritação no esôfago) e constipação (intestino preso).

Dificuldades orais: quando os pequenos têm dificuldade para sugar, mastigar ou organizar o alimento dentro da boca. Isso pode ser provocado por algum problema anatômico como frênulo de língua curto, má-oclusão dentária (alterações na mordida) ou respiração oral. A consequência na maioria das vezes é a da criança não se sentir confortável ou com habilidade para comer.

Sensoriais: sabor, cheiro e textura podem ser fatores de aceitabilidade dos alimentos. Quando um prato tem um ingrediente que o seu filho não consegue tolerar o cheiro, por exemplo, ele sempre vai evitar.

Pequeno Gourmet: É possível identificar a seletividade alimentar já nos primeiros meses de vida? De que maneira?

Patrícia Junqueira: Sim, é possível. Geralmente na fase da introdução alimentar ou durante a transição para alimentos em pedaços. Nessa época o bebê pode rejeitar alguns alimentos ou mudar de comportamento quando na hora das refeições, como não abrir a boca, chorar por causa do cheiro, ter náusea, ou reflexo de vômito.

Pequeno Gourmet: Forçar para que eles experimentem novos alimentos é uma boa opção?

Patrícia Junqueira: Não! Nunca os pais devem forçar ou usar algum tipo de chantagem para fazer com que seus filhos experimentem novos alimentos. Esse tipo de atitude colabora para aumentar a recusa e criar uma relação ruim da criança com a hora da refeição.

Pequeno Gourmet: Qual a melhor maneira de apresentar e mostrar um novo alimento para as crianças?

Patrícia Junqueira: A melhor maneira é trazer a curiosidade para os alimentos, dando destaque sempre para as características sensoriais. Envolva a criança no preparo e fale coisas como: “Que cheiro tem isso? Nossa que cor diferente! Esse sabor é meio azedinho! Caramba isso espalha dentro da minha boca! É muito gelado! Quer tentar lamber?”. Isso colabora, e muito, para aceitação. Também é importante fazer refeições em família, tornando a hora de comer agradável e prazerosa para todo mundo.

Pequeno Gourmet: No caso de filhos que só comem alimentos líquidos e não aceitam sólidos, o que os pais podem fazer?

Patrícia Junqueira: Os pais devem primeiro procurar as causas dessa dificuldade. O mais indicado é buscar a ajuda de um fonoaudiólogo especialista em motricidade orofacial com experiência em alimentação para o diagnóstico.

Por que meu filho não quer comer? Uma visão além da boca e do estômago

Patrícia Junqueira

Ideal Editora

 

 

 

Veja mais:

Comedores seletivos: conheça a melhor forma de servir os alimentos para o seu pequeno

Meu filho não come. E agora?

Comedores seletivos: pediatra esclarece quais os prejuízos para a saúde das crianças

Sobre o entrevistado
Nome: Dra. Patrícia Junqueira
Profissão: Fonoaudióloga
Contato:

www.institutoinfantil.com.br 

contato@institutoinfantil.com.br


Sobre:

Fonoaudióloga com experiência clínica há 27 anos. Doutora em Distúrbios da Comunicação Humana pela UNIFESP, pioneira no Brasil na Abordagem Ampliada e Integrada para as dificuldades alimentares infantis, autora de livros e artigos científicos, palestrante no Brasil e Exterior,  idealizadora e responsável pelo Instituto de Desenvolvimento Infantil.

iconComentários

Imagine receber toda semana uma coletânea dos posts mais legais do Pequeno Gourmet.

ASSINE NOSSA NEWSLETTER