Mandioquinha

Porção de 100g

  • Valor energético 101kcal
  • Carboidratos 24g
  • Proteínas 1g
  • Gorduras totais 0,2g
  • Gorduras saturadas 0g
  • Gordura trans 0g
  • Fibra Alimentar 2,1g
  • Sódio 0mg

Veja só que delícia de receita com Mandioquinha

Os Nutrientes

Batata-baroa, batata-aipo, batata-fiuza, aipim-branco, cenoura-amarela... A mandioquinha é assim, cheia de nomes pelo Brasil! Boa fonte de energia e carboidratos, ela é rica em amido, fibras, cálcio, fósforo, potássio, vitaminas do complexo B e vitamina C.

Importância para as crianças

Por conter fibras, a mandioquinha é bem digestiva, ajuda o metabolismo na formação dos ossos, na absorção de vitaminas, previne infecções e deixa o colesterol ruim bem longe!

Hora da compra

Dá para encontrar a mandioquinha nas versões: amarelo comum (no formato de um cone), amarelo de senador amaral (mais cilíndrica) e mandioquinha branca (de tamanho maior). Quando for escolher, prefira a com raiz cortada e a casca sem manchas ou buracos. Se a mandioquinha for muito grande, pode estar fibrosa e prestes a apodrecer. É bom também evitar levar para casa as que estão soltando um líquido pegajoso. A melhor época para comprar é de maio a agosto.

Conservação

Em temperatura ambiente, a mandioquinha dura até 4 dias. Se for guardada na geladeira, em saco plástico bem fechado, deve ser consumida em até 7 dias.

Preparo

No purê, na salada, na sopa, como suflê ou na massa do pãozinho, a mandioquinha agrada muito ao paladar dos pequenos. Para ajudar o seu filhote a descobrir novas texturas, experimente servir uma papinha com esse legume a partir dos 6 meses.

Atenção

Assim como outras boas fontes de carboidratos, a mandioquinha deve ser servida aos pequenos que têm diabetes apenas com orientação médica ou nutricional.

Revisado pela nutricionista Fernanda Saccoletto

 


iconComentários