Ovo de galinha

Porção de 100g

  • Valor energético 67kcal
  • Carboidratos 0,55g
  • Proteínas 5,63g
  • Gorduras totais 4,5g
  • Gorduras saturadas 1,4g
  • Gordura trans 0g
  • Fibra Alimentar 0g
  • Sódio 56,7mg

Veja só que delícia de receita com Ovo de galinha

Os Nutrientes

Quem nasceu primeiro: o ovo ou a galinha? Difícil saber, mas que o ovo que a galinha bota, em média, um por dia, enche o papá de poderosos nutrientes, disso ninguém duvida. Ele é rico em proteínas (maior parte na clara), minerais como zinco e fósforo, vitaminas A, D, E, B2, K e ômega 3. Além de aminoácidos essenciais como lisina, metionina, triptofano, valina, fenilalanina, leucina, isoleucina e treonina.

Importância para as crianças

Seu filhote vai ficar ainda mais inteligente comendo ovo! É que ele tem uma substância chamada colina, que melhora a função neurológica e o desenvolvimento do cérebro. As proteínas dos ovos também fazem muito bem! O ovo ainda pode ser considerado uma das melhores formas de proteína depois do leite materno, por ser completo em aminoácidos essenciais. Os minerais presentes nesse alimento garantem ainda o bom crescimento dos ossos e dos dentes das crianças e fortalecem o sistema imunológico.

Hora da compra

A primeira diferença que você nota quando vai comprar ovos é na cor, vermelha ou branca. Mas esse detalhe não tem a ver com a nutrição e, sim, com a raça da galinha. Na verdade é a procedência do ovo que você deve levar em conta:

Ovo da granja: são os mais encontrados nos supermercados. Nesse sistema, as galinhas são criadas em cativeiros e a concentração de betacaroteno (convertido em vitamina A) pode ser menor.

Ovo caipira: costumam ter sabor mais intenso do que os de granja, e a gema é mais escura. As galinhas são criadas sem confinamento, ao ar livre. Essa melhor qualidade de vida também aumenta o valor nutricional dos ovos que podem ter maior teor de ômega 3, vitamina A e betacaroteno.

Ovo orgânico: a criação das galinhas também é ao ar livre, com a diferença de que elas são alimentadas somente com rações orgânicas, que não contêm produtos nocivos ao nosso organismo.

Em qualquer um dos tipos de ovos, vale a mesma regra na hora de escolher: abra a caixinha e veja se eles estão inteiros, com a casca lisa e sem nenhuma parte rachada ou quebrada.

Conservação

Se você guardar os ovos na porta da geladeira pode ser que eles estraguem com mais facilidade por causa da oscilação de temperatura. O ideal é armazená-los nas prateleiras superiores do refrigerador. Nessa condição, eles podem durar até 60 dias. Já se forem deixados em temperatura ambiente, fora da geladeira, os ovos duram até 10 dias. Antes de usar, lembre-se sempre de lavá-los!

Preparo

Omelete, cozido, quente, mexido, misturado com legumes, em forma de patê, na preparação de bolos… O ovo é um alimento versátil e nutritivo.

Atenção

Durante muito tempo o ovo foi conhecido como inimigo nº 1 quando o assunto era colesterol alto, o que estudos recentes já desmentiram. Ufa! Que bom, porque esse alimento pode ser introduzido a partir dos 6 meses de idade no cardápio do filhote e o consumo recomendado por nutricionistas é de até 2 unidades por dia (considerando preparos como bolos, massas e panquecas). Para deixar seu pequeno longe da salmonela, nunca dê a gema crua, combinado?

Revisado pela nutricionista Fernanda Saccoletto


iconComentários