Lancheira fresquinha

Postado por Equipe Pequeno Gourmet

Quando chega a vez da Mamãe Camila preparar o lanchinho da semana para a classe do Santiago, ela não economiza no colorido dos pratinhos. Claro que frutas e legumes fazem a hora do recreio ficar mais saudável e gostosa.  E a Dra. Daniela Yabiku, da ProAli Segurança de Alimentos, vai explicar para a gente como:

Frutas e legumes na lancheira

Escolhendo a frutinha: seu filho pode levar qualquer fruta para a escola, o importante é ele gostar. Kiwi, manga, melão, melancia e goiaba costumam agradar bastante por serem mais macias e doces. É mais fácil também picar essas frutas e criar porções com as quantidades que cada criança está acostumada a comer todos os dias. A mexerica, já descascada, é outra ótima opção.

Para conservar: para evitar que frutas como  maçã, banana e pera fiquem escuras depois de cortadas até a hora do lanche, não se esqueça de espremer umas gotinhas de limão ou de laranja sobre elas, o ácido ascórbico das frutas cítricas impede a oxidação.

Versão baby: na hora de escolher os legumes, prefira os pequenos como tomatinho cereja ou a cenourinha. Eles são fáceis de serem armazenados e também chamam a atenção da meninada. Para evitar engasgos, sirva esses legumes para as crianças a partir dos 4 anos. A partir dos 2 anos, os pequenos já conseguem roer alguns vegetais crus, mas é importante sempre ficar de olho.

Medida certa: o ideal é colocar as frutinhas e os legumes em potinhos de 250 gramas. Você pode misturar frutas diferentes em cada porção ou também preparar um purê com caqui, pera ou maçã.

Na hora de guardar: as frutas picadas devem ser enviadas em potes para evitar o contato com o ar. Se for mandar frutas inteiras, coloque-as também em potes ou embale-as em papel filme,  por ser mais higiênico.

Lancheira ideal: como as frutinhas costumam estragar com facilidade, prefira sempre mandar o lanche do filhote em lancheiras térmicas. As que têm um compartimento para gelo, pode conservar melhor ainda o papá do seu filhote. Ah, e não se esqueça de higienizar bem a lancheira depois que usar.

Escolha saudável

Evitar os industrializados e investir nas frutinhas e nos mini legumes para a hora do lanche da garotada faz toda a diferença. A criança se alimenta bem, começa a gostar de comer esse tipo de papá e ganha ainda mais energia.

Veja mais:

Lancheira afetiva: sugestão de cardápio

Alimentação saudável na escola

Frutas: onde elas nascem?

*O Pequeno Gourmet recomenda a consulta de um profissional especializado em caso de dúvida quanto a qualquer informação disponível no Portal

Imagine receber toda semana uma coletânea dos posts mais legais do Pequeno Gourmet.

ASSINE NOSSA NEWSLETTER