Filhos podem viver menos que os pais por causa da má alimentação

Postado por Equipe Pequeno Gourmet

Quem acompanha o Pequeno Gourmet sabe que a gente sempre defende uma alimentação saudável em todas as fases da vida. Por isso, ficamos muito assustados em ver os resultados do levantamento do Ministério da Saúde sobre os hábitos alimentares de adolescentes e jovens no país.

A pesquisa ouviu 75 mil jovens em 1.247 escolas, distribuídas em 124 municípios e elaborou um ranking com os alimentos mais consumidos por eles.

Quem assume o topo na lista é o arroz e feijão. Notícia boa, já que essa duplinha é cheia de ferro, carboidratos e proteínas essenciais para o nosso organismo. Depois dessa dupla, a lista conta com alimentos industrializados, cheios de sódio, os famosos salgadinhos. Em 6° lugar, o consumo exagerado de refrigerantes que, como já mostramos aqui, faz muito mal e pode provocar problemas como diabetes e obesidade em adultos e crianças.

As hortaliças aparecem timidamente na 10° posição do ranking, enquanto as frutas, tão importantes para o desenvolvimento, nem aparecem na lista entre os vinte alimentos mais consumidos pelos adolescentes de 14 a 17 anos e estão em último lugar nas preferências dos jovens de 12 a 13 anos.

Diante desses resultados alarmantes, mais os altos índices de sedentarismo e o consumo de álcool e drogas pelos adolescentes brasileiros, o Ministro da Saúde, Ricardo Barros, declarou que essa situação mostra que, pela primeira vez, a expectativa de vida dos filhos pode ser menor do que a dos pais. É bom papais e mamães ficarem bem atentos ao que os seus filhos, pequenos ou maiorzinhos, estão comendo.

iconComentários

Imagine receber toda semana uma coletânea dos posts mais legais do Pequeno Gourmet.

ASSINE NOSSA NEWSLETTER