Pimentão quase milagroso

Postado por Mamãe

Ficar afônica, para mim, é literalmente ser torturada e com resquícios de crueldade. Pensem em uma pessoa que nem com o dentista examinando consegue ficar quieta. Que segundo a mãe, é tagarela, praticamente, desde sempre. E que segundo o marido, não cala a boca nem dormindo (palavras dele). Fala sozinha e lê em voz alta quando não tem ninguém por perto. Imaginem essa pessoa um dia inteiro sem poder falar. Óbvio que contra todas as recomendações, eu tentei falar sempre que possível. E óbvio que a dor piorou, assim como a tosse e o mau humor.

Bom, resolvi ir pra cozinha, quietinha. Ainda tentando consumir a decoração do evento de lançamento do blog, que tomou conta da minha geladeira, peguei o saquinho de minis, mini pimentões, mini cebolas e mini tomates ou tomatinhos. Apesar de minis, devido a quantidade estavam ocupando uma boa parte da gaveta.

O cardápio estava decidido, arroz negro com tomates (italianos), minis assados e bifinho na chapa. Fazia tempo que eu não preparava arroz negro, estava com saudade e ansiosa para ver se o Santiago iria gostar. Ainda não tinha oferecido por medo de causar gases. Já os legumes assados são frequentes aqui em casa. Acho prático e quando estou sem muita criatividade, eles resolvem a questão de obrigatoriedade de se ter um acompanhamento.

Tendo que ficar muda, os legumes assando e o arroz cozinhando recorri a internet para passar o tempo, ao Google para ser mais exata. Na onda do blog fui pesquisar que alimentos poderiam dar um up na imunidade. A minha sogra diz que estou sobrecarregada, e eu não tenho como discordar. Porém, a minha realidade não vai mudar nos próximos meses. A tendência é até piorar com a mudança de país. Portanto, achei que seria uma boa ideia melhorar o sistema imunológico da família.

Mas o que eu não sabia é que a escolha para o almoço tinha sido perfeita. Pimentões são quase que itens obrigatórios na manutenção da boa saúde, uma pena não devolverem a voz. Mas mesmo assim, dando mais valor ao que antes eu tratava só como condimento, resolvi postar uma dica saudável dando mais detalhes para vocês.

Empolgada com o resultado, resolvi criar uma papinha de batata com pimentões assados  para não deixar os bebês de lado.

No preparo do arroz negro segui as instruções da embalagem adequando à quantidade desejada e depois de pronto misturei com meia cebola refogada com um dente de alho e um tomate picado.

*O Pequeno Gourmet recomenda a consulta de um profissional especializado em caso de dúvida quanto a qualquer informação disponível no Portal

Imagine receber toda semana uma coletânea dos posts mais legais do Pequeno Gourmet.

ASSINE NOSSA NEWSLETTER

http://pequenogourmet.com.br/receitas/pimentoes-assados/