Qual pizza tem a cara do seu filho?

Postado por Equipe Pequeno Gourmet

Aqui, na Itália e em muitos lugares pelo mundo, uma pizza quentinha costuma agradar em cheio o paladar da família toda! Mas, claro, é sempre bom tomar cuidado com os recheios que escolhemos, seja no restaurante ou em casa. Para servir pizza, sem culpa para o filhote, separamos algumas dicas:

Sempre com moderação: a pizza contém carboidratos, gorduras e proteínas e não tem um alto valor de fibras, vitaminas ou minerais. Não é, portanto, um prato muito nutritivo, mas que pode ser consumido, sim, desde que com moderação.

Melhores recheios: uma boa escolha é optar por recheios com proteínas ou vegetais, como frango desfiado, brócolis, rúcula e evitar os que levam  embutidos, como o presunto ou linguiça.

Sem borda recheada: as bordas da pizza costumam ser recheadas com queijos mais gordurosos, o que pode aumentar ainda mais as calorias do prato. O ideal é evitá-las!

Feita em casa: como ter certeza de que os ingredientes da sua pizza serão os mais fresquinhos e saudáveis ? Preparando em casa! Aliás, esse pode ser um momento para seu filhote ajudar você na cozinha, fazer o molho, montar o recheio e até montar diferentes carinhas na massa redonda!

*O Pequeno Gourmet recomenda a consulta de um profissional especializado em caso de dúvida quanto a qualquer informação disponível no Portal

Imagine receber toda semana uma coletânea dos posts mais legais do Pequeno Gourmet.

ASSINE NOSSA NEWSLETTER

http://pequenogourmet.com.br/receitas/pizza-de-margherita-sem-gluten/