Reino Unido proíbe publicidade de Junk Food para as crianças

Postado por Equipe Pequeno Gourmet

A partir de julho de 2017 as propagandas infantis veiculadas no Reino Unido não poderão mais ser de fast food ou comidas com alto teor de gordura e açúcar. A decisão foi tomada no final do ano passado pelo Comitê de Publicidade do Reino Unido (CAP) e vem para tentar minimizar o consumo desse tipo de alimento pelos menores de 16 anos.

Motivos para proibir a publicidade de Junk Food

As razões que fizeram os britânicos proibirem a publicidade de comida cheia de gorduras e açúcar para crianças se baseiam principalmente nos altos índices de obesidade entre os pequenos.

A estimativa da Organização Mundial da Saúde (OMS), por exemplo, é de que até 2025 pelo menos 700 milhões de pessoas se tornem obesas. No início do ano passado a OMS também mostrou que 41 milhões de crianças até 5 anos estão acima do peso ou obesas no mundo todo.

O motivo? Grande parte desse sobrepeso pode acontecer por conta dos hábitos alimentares baseados em alimentos industrializados e fast food, no sedentarismo (crianças de 5 a 15 anos chegam a gastar até 15 horas por dia online) e no exemplo dos pais e cuidadores.

Para amenizar essa situação, o Reino Unido resolveu investir no veto à publicidade infantil com esse tipo de alimento, o que pode deixar de estimular as crianças a consumirem produtos que só fazem mal. Apostar em um estilo de vida saudável pode ser a grande solução para a saúde dos nossos futuros adultos. O Pequeno Gourmet, sem dúvida, apoia essa ideia!

iconComentários

Imagine receber toda semana uma coletânea dos posts mais legais do Pequeno Gourmet.

ASSINE NOSSA NEWSLETTER