A infância passa, o peso fica…

Postado por Equipe Pequeno Gourmet

Nós do Pequeno Gourmet adoramos receber sugestões dos nossos seguidores. O publicitário Marcelo de Toro nos enviou uma campanha que ele e a sua colega, Natalie Boregio, fizeram e que tem muito a ver com a maneira como pensamos por aqui: “A infância passa, o peso fica” quer conscientizar como o aumento de peso entre os pequenos pode também atrapalhar na vida adulta. E existem várias ações que podemos fazer pela saúde dos nossos filhos, começando dentro de casa, onde os pais são os maiores incentivadores do bom exemplo.

Problema que merece atenção especial

A Organização das Nações Unidas (ONU) mostra que combater a obesidade mórbida entre as crianças é hoje um dos maiores desafios do século XXI.  E esse esforço todo não é à toa. Além de ter um maior risco de doenças como diabetes e problemas cardíacos, a criança que sofre com excesso de peso também pode ter dificuldades no convívio social: “A obesidade infantil deve ser tratada como uma séria doença que acomete o físico, mas também o psicológico, deixando marcas para o resto da vida, como insegurança, transtornos de comportamento e baixa autoestima”, diz a nutricionista Adriana Vieira Nodari, que acompanhou o desenvolvimento da campanha  “A infância passa, o peso fica”.

Como os adultos podem ajudar!

Evitar que a criança tenha maus hábitos alimentares já é um grande passo para prevenir o sobrepeso. Cuide do cardápio do seu filho e incentive-o a sempre praticar exercícios físicos! E lembre-se de que os pais são os melhores exemplos dos filhos. Cuidar da sua alimentação também é super importante. Alguns errinhos também podem atrapalhar no controle de peso do seu filho. Premiar uma criança com uma guloseima depois de ela comer tudo do prato, oferecer muitas calorias líquidas (como refrigerantes, chás e sucos industrializados) estão entre os tropeços dos pais.

Descasque mais e desembale menos

Aqui no Pequeno Gourmet a gente gosta muito desse conceito, porque quanto mais produtos frescos você der, mais saudável o seu filhote será! “A melhor dieta para o crescimento infantil é a balanceada, um pouco de tudo, mas sem exageros. Para as crianças pequenas, quanto mais tarde forem apresentados alimentos industrializados e frituras, melhor”, explica a nutricionista do Hospital Infantil Pequeno Príncipe, Maria Emília S. Albuquerque.

Veja mais:

Mastigar bem ajuda a digestão e a evitar a obesidade infantil

O estilo de vida associado à obesidade infantil

Pequeno Gourmet no combate à obesidade infantilobesidade infantil

*O Pequeno Gourmet recomenda a consulta de um profissional especializado em caso de dúvida quanto a qualquer informação disponível no Portal

Imagine receber toda semana uma coletânea dos posts mais legais do Pequeno Gourmet.

ASSINE NOSSA NEWSLETTER